4 de agosto de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

Vó de Considerado tem diarreia, depois que Bozo proíbe cocô

Dona Nildinha assistuiu o mandatário dizer que agora é cocô dia sim, dia não

Dona Nildinha, a avó do nosso amigo Considerado, amanheceu num enjoo só. Pulou da cama e acordou o neto à base dos gritos. Queria ajuda para a dor de barriga que a incomodou à madrugada inteira. Diarreia braba.

Considerado se pôs de pé em um pulo. -O que houve vó?

Ela explicou que estava doente. Ele perguntou se foi algo que tenha comido e fez mal. Não teve resposta. Ficou a imaginar que teria sido isso. Tratou de fazer um chá de raspa de goiabeira para tentar sustar o “vazamento” anal.

Nildinha tomou o chá, mas queria mesmo que lhe levasse a um médico. Só que descobriu que não havia pago a conta do Plano de Saúde e, portanto, ficou com receio de não ser atendida. Assim, optou mesmo por ficar nos remédios caseiros.

-Mas, o que houve mesmo vó?

-Você não sabe o que é dor de barriga não?

-Sim, mas tem que ter uma razão.

-Eu já estou uma velha, enxuta, mas idosa.

-O que comeu ontem?

-O mesmo que você.

-Então não era para isso.

Descobrir o que estava acontecendo com Nildinha sem ser médico, nem chumbeta de auxiliar de enfermagem, era uma missão impossível para o Considerado. Mas ele não desistiu.

-O que a senhora fez à noite inteira?

-Vi televisão.

-E o que passou lá?

-A entrevista do Bozo.

-Talvez tenha sido isso.

-Como assim?

-O que ele disse na entrevista?

– Que agora a gente tem que fazer cocô dia sim, dia não pra não prejudicar o meio ambiente.

-Está explicado vó.

-Explicado o quê?

-Seu caso é psicológico

-Que psicológico que nada?

-É sim, minha vó.

-Se fosse assim eu tinha era que ter trancado a “rosqueta”!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.