11 de agosto de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Weintraub é confirmado no Banco Mundial pela diretoria do conselho

Ex-ministro deve assumir seu cargo na primeira semana de agosto e cumprirá o atual mandato que termina em 31 de outubro de 2020

O Banco Mundial divulgou um comunicado, na noite desta quinta-feira, em que confirma que o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub foi aceito para o cargo de diretor-executivo no conselho da instituição.

“O Banco Mundial confirma que o Sr. Abraham Weintraub foi eleito pelo grupo de países (conhecido como constituency) representando Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago para ser Diretor Executivo no Conselho do Banco”. Nota do Banco.

Ele deve assumir seu cargo na primeira semana de agosto e cumprirá o atual mandato que termina em 31 de outubro de 2020, quando a posição será novamente aberta para eleição.

A instituição fez questão de ressaltar no curto comunicado que o cargo de Weintraub não o torna funcionário do banco. “Diretores Executivos não são funcionários do Banco Mundial. Eles são nomeados ou eleitos pelos representantes dos nossos acionistas”, diz.

Fuga

Quando saiu do Brasil, o ex-ministro provocou polêmica. Utilizou o passaporte ainda de ministro, tentou dar um caráter de “exílio” a sua saída.

A demissão e a necessidade de Weintraub sair do país (havia o receio de eventualmente ser preso se perdesse o foro) fez o presidente Jair Bolsonaro usar retificações no Diário Oficial da União.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.