16 de julho de 2020Informação, independência e credibilidade

Blog

Carlos Avelino e Eulina: eu sempre quis escrever essa história de amor

Carlos Avelino e Eulina: eu sempre quis escrever essa história de amor

Artigo, Blog, Por Elas
Morreu Carlos Avelino; ‘Seu Carlos’, ‘Carlinho’, o “Carrinho”, como lhe chamava a doce e amada Eulina, companheira de união, que partiu na frente, para arrumar a casa – provavelmente uma casinha branca – para os dois morarem, lá no ceu, onde o tempo não conta; onde os anos não trazem as mazelas que enfraquecem e matam o corpo físico. ‘Carrinho’ foi amor único de Dona Eulina. Viveram juntos durante 77 anos de casamento (acho que um recorde), que ele costumava ampliar com os anos de namoro e noivado pra chegar perto dos 80. Ele era assim, exagerado em tudo.  E só se separaram porque, por aqui, a vida cumpre um ciclo: A gente nasce, cresce, reproduz-se e morre (esse é o ciclo biológico comum), mas nesse meio campo a gente erra, acerta, aprende, escolhe, ama, envelhece, e a eles foi dado o
Animados, comerciantes se preparam para voltar, mas Ufal alerta: ainda não é hora

Animados, comerciantes se preparam para voltar, mas Ufal alerta: ainda não é hora

Blog, Por Elas
Com 46.296 casos confirmados de convid-19, e 1.297 mortes até agora (dados divulgados no final da tarde de hoje), Alagoas vive a expectativa do novo decreto do Governo estadual, previsto para esta terça-feira (14). O último, permitiu a reabertura das lojas do comércio central de Maceió – até 400m² - a partir do último dia 3 e liberou o espaço das praias para atividades físicas solitárias, na capital alagoana, que avançou para a faixa laranja, no arco-íris de cores que pintam a classificação de risco afrouxamento gradativo do isolamento social. Os demais municípios permaneceram na faixa vermelha – de maior risco. Vivemos já há alguns dias a fase de interiorização da covid-19, com redução do número de casos na capital e aumento nas regiões interioranas. Mas a expectativa, principalment
Vídeo: Novo ministro da educação quer castigo e dor para as crianças

Vídeo: Novo ministro da educação quer castigo e dor para as crianças

Blog, Marcelo Firmino, Vídeos
Os costumes bárbaros do Brasil antigamente geraram uma escola onde os professores, além tudo eram feitores. A educação de crianças era tratada à base do chicote, com a conivência da ignorância dos pais. A regra dos pais para os chamados "mestres" da época: "Tem minha autorização para não passar a mão na cabeça deles". Recado dado, autorização bem recebida. De pancada com régua na cabeça, palmatória, beliscão, puxões de orelhas, chineladas na bunda e castigos como ficar de joelhos no canto da sala sobre grãos de milhos era a pedagogia de então. O aprendizado à base da tortura. Há quem se vanglorie dizendo que isso deu certo e hoje defende que essa metodologia volte para as escolas. Imagine que o novo Ministro da Educação, Pastor Milton Ribeiro, ainda não empossado pelo gover
A imagem grita na destruição da história, sonhos e valores no Pinheiro

A imagem grita na destruição da história, sonhos e valores no Pinheiro

Blog, Maceió, Marcelo Firmino
A imagem da retroescavadeira no bairro do Pinheiro, em Maceió, é forte e fala por si. É a materialização da destruição de conquistas, sonhos e da história de uma gente que amava sua casa, seu bairro, sua rua. A imagem do repórter fotográfico Aílton Cruz fez chorar muita gente boa e indignada com a situação vivida hoje por centenas de famílias do Pinheiro, do Bebedouro, Mutange e áreas do entorno, vitimas do descaso, do desrespeito e do capital representado pela  mineração desmedida da Braskem. Intrépida, a máquina importada avança contra o bloco 10 do Jardim das Acácias, colocando um fim não apenas nas moradias, mas, sobretudo, afrontando as memórias de quem nasceu, viveu e se formou no lugar. É claro que enfrentar perdas faz parte da vida. Mas, nessa situação, só quem perd
Brasil: 70 mil mortes e uma gente nefasta que não está nem aí

Brasil: 70 mil mortes e uma gente nefasta que não está nem aí

Blog, Marcelo Firmino
Impressionante como a banalização da vida tornou-se uma marca da sociedade brasileira nos tempos atuais, quando quase ninguém mais sente nada com 70 mil mortes no Brasil em consequência de um vírus avassalador. São 70 mil mortes e ninguém está nem aí, com raras exceções. Eis uma tragédia que, no fundo, o sentimento gerado em cada um é aquela história repetitiva de que isso vai passar. Claro. Está passando, mas arrastando consigo uma infinidade de almas. Isso, no mínimo, seria motivo para muita indignação. Com o sistema, com quem facilitou com as normas de segurança, com quem não adotou a prevenção, com quem não cuidou do semelhante, com quem impôs seus interesses particulares contra os da coletividade, enfim, com quem banalizou a vida e facilitou a morte. Isso é de uma c

Abstinência contra a gravidez precoce? Não funciona

Blog, Wagner Melo
Podem perfumar, tentar dar um verniz sociológico, antropológico, o escambau! Mas a melhor definição de conservador é “gente que não sabe o que é orgasmo e quer impor essa frustração ao conjunto da sociedade” (EU MESMO, 2020). Ou, então, quem não sabe lidar com os traumas de infância que carregam e não buscam tratamento. O maior exemplo disso, na atualidade, é a tal ministra Damares, dos Direitos Humanos. Abstinência sexual como forma de combater a gravidez na adolescência, ministra? Piada. Que tal, no lugar disso, educar? Garanto à senhora que, além da gravidez na adolescência, vamos também reduzir o índice de abusos sexuais. Isso é fato e consenso entre especialistas de diversas áreas. O assunto já foi estudado pelo professor de sociologia da Universidade de Massachusett
Queiroz: agora um bandido de estimação até para suas excelências

Queiroz: agora um bandido de estimação até para suas excelências

Blog, Marcelo Firmino
O silêncio sepulcral que se faz em torno da decisão do juiz que mandou Fabrício Queiroz deixar a prisão e ir para casa é algo mesmo interessante nessa história do "eu não tenho bandido de estimação". Sua excelência o magistrado presidente do STJ, em decisão monocrática,também  mandou dizer a Márcia Aguiar, mulher de Queiroz, que parasse de fugir da polícia, pois já pode voltar para casa. O nome do magistrado é João Otávio de Noronha. A decisão dele, segundo os juristas, é esdrúxula. Não custa lembrar que em março, sua excelência o presidente Jair Bolsonaro declarou na imprensa que preso nenhum poderia ser solto no País por causa da pandemia. O magistrado usou a pandemia para liberar Queiroz, o amigo de Bolsonaro “Eu, se depender de mim, não soltaria ninguém. Afinal de conta
Porta da Esperança: Quando a humanização supera o protocolo

Porta da Esperança: Quando a humanização supera o protocolo

Blog, Por Elas
Da convalescência de pacientes internados por covid-19, que desenvolvem o estágio grave da doença, umas das faces mais cruéis, além do sofrimento com as complicações físicas causadas pela ação do vírus no organismo, é a dor emocional causada pelo isolamento da família, num momento de mais fragilidade, na luta entre a vida e a morte. Devido ao alto grau de contágio, os pacientes não podem receber visitas. E não há nada mais doloroso do que não poder ver, acompanhar, conversar, dar apoio, passar esperança a um ente querido que tenta sobreviver num leito de hospital, a uma doença que já matou mais de 1.200 pessoas em Alagoas. Esta semana, familiares e pacientes de covid-19, em tratamento no Hospital de Campanha José Fernandes, em Arapiraca, tiveram uma grata surpresa. Uma parede de
O uso de máscaras não pode ser só um problema seu. Entendeu?

O uso de máscaras não pode ser só um problema seu. Entendeu?

Blog, Brasil, Por Elas
Infectado pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro passa bem. E daí? Todo mundo já sabe: ele apresentou “uma certa indisposição” no domingo, agravada “com cansaço e febre de 38 graus” na segunda-feira, testou positivo, tomou hidroxicloroquina e, de repente, num passe de mágica, passou! Rápido que nem Doril! No dia seguinte, já sabendo que estava infectado, lá estava ele, falando para jornalistas – sem máscara. “Só pra vocês verem a minha cara”. Rendeu-lhe uma notícia crime registrada nesta quinta-feira, no STF. A culpa é do PT, que fez a denúncia? Não! É de um chefe de nação que desde o início da pandemia tem se portado de maneira negligente e irresponsável, contra todos os cuidados e medidas necessárias para conter a disseminação do vírus que já matou mais de 60 mil pessoa
Centrão mostra força no governo e começa mudar líderes no Congresso

Centrão mostra força no governo e começa mudar líderes no Congresso

Blog, Marcelo Firmino
O Centrão, liderado pelo deputado federal Arthur Lira (PP-AL) amplia seu leque de ação dentro do governo Bolsonaro e mostra força na troca de líderes bolsonaristas no parlamento. Um dos afastados da vice-liderança do governo foi deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) que demonstrou sua insatisfação ao se manifestar no Twitter: "Acabo de saber que minha retirada da vice-liderança de governo foi pedido do general Ramos para alocar deputados do centrão. Estranha essa relação de homens tão próximos manobrarem enfraquecimento da base do presidente. Ser líder só tem ônus, mas ao menos que seja alguém de honra". O PP deve indicar também o líder do Centrão no Congresso, que hoje é o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO). O nome do novo líder está sendo discutido com Arthur Lira, que inclusive